-->

segunda-feira, 31 de julho de 2017

AS PROVAÇÕES DO CAMINHO SÃO LUZES QUE NOS FORTALECEM


Namastê, Consciências!

A vida, queridos, é uma grande experiência, é uma passagem muito rápida, um sopro divino no tempo cósmico, um flash ou estalar de dedos diante da imensidão cósmica e da vastidão do Universo. A vida na Terra é curta. Nós, os Espíritos, as Consciências, viemos para cá com o único objetivo de adquirirmos aprendizado. Levamos daqui somente aquilo que conquistarmos na Alma, somente as conquistas do coração. Levaremos conosco, em nossa partida, aquilo que fizemos de bem, aquilo que aprendemos com as experiências da vida na matéria e os valores que construímos e edificamos em nossa consciência.

Amados, muitos se deparam com momentos aparentemente escuros em suas passagens pela Terra. Muitos enfrentam dificuldades em seus caminhos, sejam financeiras, sejam familiares, espirituais, existenciais, psicológicas.. oh, queridos, esse texto se direciona a vocês que passam por essas provações. Não desistam! A maioria das pessoas, ao tropeçarem e caírem na primeira pedra no caminho, já desistem. Sentem-se insignificantes, impotentes e acreditam que não possuem força para continuar. Mas, em realidade, Consciências, vocês são Seres incrivelmente poderosos! Vocês são partes de Deus, são Centelhas do Cosmos, possuem em si mesmos a Energia mais poderosa de todo o Universo: O AMOR! E é dele que falarei agora...

O Amor, meus amados, é a cura, é o bálsamo, é o remédio, é a resolução para todos os problemas, desafios, dificuldades de nossas vidas. Quando nos encontramos em dificuldades e provações em nossos caminhos, por mais que pensemos que não temos força, por mais que pensemos em desistir, demos uma chance ao Amor, deixemos o Amor brilhar! Podemos pensar que estamos sozinhos, podemos pensar que as vezes, Deus nos tranca em um quarto escuro, pois achamo-nos sem Luz. Mas, não é bem assim, queridos, e nunca será. Não há como não haver Luz! Ela sempre está dentro de você, como a Força primordial e primeva de todo o Universo. O que quero lhes dizer, é que diante das dificuldades do caminho terreno, lembrem-se sempre que vocês possuem uma Luz infinita dentro de seus Corações. Essa Luz é a Consciência que são, é a Energia do Amor que cura, transmuta e modifica. SEJAM LUZES, AMADOS! Sejais Luzes para si mesmos! Já dizia Buda, o Mestre: "Seja uma Luz para si mesmo(a)!" Utilizem dessa força, utilizem dessa Luz, o Amor, para passarem pelos obstáculos e provações do caminho. Somente o Amor pode ser nossa muleta e nosso guia em nosso caminhar.

Não tenha medo, receio, nem orgulho em pedir ajuda. Consciências, há uma falange grandiosa de Benfeitores Espirituais dispostos a lhes ajudarem no que necessitarem. Vocês são Seres amados e honrados por toda a Existência, porque são únicos como Deus os fez e, portanto, vocês possuem aos seus lados uma infinidade grandiosa de Seres do bem prontos a lhes ampararem em seus caminhos. Diante de provações da jornada, lembrem-se disso: NINGUÉM ESTÁ SOZINHO E ISSO INCLUI A VOCÊ! Peça ajuda e a ajuda lhe será dada. Dizia Jesus, o Cristo: "Peça e lhe será dado". Para receber essa ajuda, queridos, é necessário o pedido, mas o pedido deve vir do coração, deve vir da humildade, deve vir da boa vontade de reerguer-se e de regenerar-se.

É normal, é natural cairmos em nosso caminhar. Nós, Espíritos em evolução, vivemos tropeçando, caindo e levantando. A vida é feita de tropeços e levantadas; é feita de pedras em nossos caminhos. A cada pedra que passamos, construímos um degrau evolutivo que nos eleva em direção ao Alto. Oh, Consciências! Não desistam, não desistam jamais. Vocês são imensamente amadas e sei que sabem disso, sei que podem sentir, sei que vocês podem sentir isso. Não há separação entre vocês e seus mentores, guias, anjos e seres da Luz. Quando caírem, nos tropeços da vida, lembrem-se que há sempre um anjo a lhes reerguerem. Há sempre alguém que lhes diz: "Meu amado, vamos levantar? É hora de continuar a jornada. Eu estou aqui para lhe guiar, confie em mim! Me dê sua mão!". E, ah, queridos, como é importante confiar nessa Força que nos move e que nos direciona. Confiança é necessária para o recebimento de toda orientação. Saibam, amados, que vocês são sempre orientados e protegidos, mesmo que muitas vezes acreditem que não são, mesmo que muitas vezes sejam ingratos e que descarreguem na vida e nos mentores todos os seus problemas. Eles entendem, queridos. Mas, por amor a si mesmos, confiem em si mesmos e nessa força da Luz. Quando precisarem, basta um pedido, basta um chamado de coração e a ajuda lhes é presente. Confiem, acreditem nessas palavras!

Ninguém precisa caminhar sozinho. Quando você cair, lembre-se da Luz Maior, lembre-se de sua imensidão como Filho de Deus, lembre-se do Amor que há em você. Lembre-se que somente esse Amor edifica e constrói, pois tudo que estiver fora disso, cedo ou tarde, ruirá. As dificuldades em nossos caminhos são provas para nosso Espírito que escolheu vir aqui para sua aprendizagem e sua graduação na escola chamada Vida. Vocês sabem a Essência do aprendizado? A Essência dos desafios e provações do caminho? Ensinar o Amor! Desabrochar a Luz! Edificar os valores! Portanto, nas dificuldades da passagem pela Terra, recorde-se do aprendizado. Todo obstáculo fortalece. Todo erro ensina. Toda queda levanta. Todo tropeço impulsiona. Toda escuridão torna mais nítida a Luz! Toda a dificuldade nos evolui!

Meus queridos amigos, nunca desistam, jamais desistam de seus caminhos. Vocês vieram aqui para brilharem e, para que isso aconteça, é necessário que confiem em si mesmos, que sejam uma Luz para si mesmos e que deixem a Luz dos Guias lhes iluminarem também.

Vocês são amados, imensamente amados e já lhes falei isso inúmeras vezes.
Tudo passa. Após a dor vem a alegria e após a tempestade vem o dia ensolarado.
Abram a porta de seus corações e permitam que a Luz entre.
Demos graças!
Bênçãos!

Namastê!

TEXTO: CRISTIAN DAMBRÓS



segunda-feira, 24 de julho de 2017

NO CAMPO DO DESAPEGO, O AMOR FLORESCE


Salve, meus queridos.

Vocês já devem ter ouvido falar na diferença entre amor e paixão. Essas duas coisas que, por muito tempo, tem sido confundidas como sendo a mesma e única coisa. Mas não, não são a mesma coisa. As pessoas tem entendido que amar é possuir, é apegar-se, é querer para si, é aprisionar... mas amar, gente do bem, é libertar. Se você ama verdadeiramente alguém, então você deseja a felicidade para aquela pessoa. Isso é: você deseja que a pessoa voe, que ela faça suas próprias escolhas e que ela seja feliz de acordo com o que ela deseja. Você simplesmente permite que ela seja ela mesma. Isso é amar. Isso é amor!

Porém, por muito tempo, desde que a humanidade é conhecida como humanidade, as pessoas tem entendido que amor é quando você possui alguém para si. O ato de possuir alguém é simplesmente aprisionante e sufocante, o contrário do que o amor é - libertador e suavizante! Damos o nome à esse apego, à esse desejo de posse, de paixão. A paixão não é amor, ela é a necessidade de possuir o outro. No campo da paixão, não pode existir amor, apenas apego, ilusão, egoísmo e separatividade. A maioria dos conflitos nas relações nos dias de hoje, tem início e tem como raiz esse apego gerado na paixão, onde as pessoas entendem que o parceiro ou parceira deve ser dele(a). Meus queridos, eu lhes pergunto: Pode o Amor aprisionar alguém? Pode o Amor possuir alguém dentro de uma caixinha para si? Obviamente que não!

O Amor é liberdade, é alegria, é expressão, é felicidade! O Amor só pode florescer no campo do desapego e da liberdade. Quando amamos alguém, não devemos tentar possuir essa pessoa, mas sim, deixá-a viver, deixá-la caminhar, deixá-la se expressar como ela é. Quando amamos, desejamos que o outro seja feliz. Isso é querer bem, é querer o bem ao outro.

E muitos se perguntam nesse instante: Mas como faço para desenvolver esse desapego? Como faço, então, para amar alguém de verdade ao ponto de poder deixar a pessoa livre, sem as amarras do meu ego? A resposta é: Comece amando por si mesmo(a)! Como pode você amar e desejar de sinceridade que o outro seja feliz, se você nem mesmo se ama e é capaz de ser feliz você consigo mesmo(a)? Se você deseja amar alguém, ame primeiro a você mesmo. Isso abrange a auto-aceitação, a auto-estima, o auto-perdão, a auto-confiança, a auto-ajuda... o auto-amor!

O Amor, meus amados, é a expressão mais bela deste Universo sem fim. É a Energia mais poderosa, mais incrível, que manifesta Deus em todos os lugares e em todos os tempos. O Amor, Seres de Luz, é a Fonte inesgotável das bênçãos dos céus para todos, em todos os momentos. Basta que nos conectemos a essa realidade interior de pureza de nosso Eu. Quando nos apegamos demasiadamente ao externo e aos outros, esquecendo dessa Fonte de Amor que há em nós - que é Deus - acabamos apenas criando discórdias para nossa realidade.

Meus queridos, é momento de amor. É momento de Amar. É momento de Sermos UM.

Bênçãos inesgotáveis da Luz Maior.
Namastê!

Texto: Cristian Dambrós


sexta-feira, 21 de julho de 2017

OS VENTOS DOS NOVOS TEMPOS


Salve, Consciências!

Há um ritmo natural, um fluxo de mudanças, acontecendo em nosso planeta. Vemos uma mudança ocorrendo em todos os setores de nossa sociedade, enquanto as pessoas despertam para suas verdadeiras identidades como Consciências multidimensionais. Estou falando da chegada dos Novos Tempos do planeta Terra, que há muito foi chamado de Paraíso, Nova Terra, Era Dourada, Era de Aquário, entre outros tantos nomes.

Entramos na Era de Aquário em 12.12.12, quando abriu-se um grande portal de fluxo energético dessa nova energia. Aquário é a Energia da Espiritualidade, da elevação, da moral e do conhecimento. Nos dias de hoje, portanto, a Humanidade está sendo regida pela energia espiritual e é por isso que estamos observando tanto despertar, tantas mudanças, tantas metamorfoses. E quem nos diga, não é mesmo? Estamos todos, sem exceção, passando por processos individuais de intensas transformações internas. São limpezas de velhas energias há muito impregnada em nossas mentes subconscientes e inconscientes; memórias negativas, crenças limitantes, padrões de pensamento, conflitos emocionais, karmas.. tudo isso vindo à tona agora para ser, finalmente, purificado. Mas, acalmem-se, queridos. O processo não é espantoso quanto possa parecer! O processo, em realidade, é leve, solto, frouxo e honrando a velocidade de seus passos. Há uma frase que diz: "Deus dá a batalha de acordo com o guerreiro". Então, meus queridos, os processos se desencadeiam na medida que vocês podem suportá-los.

Novamente lhes digo da necessidade da busca do equilíbrio em meio a esses profundos processos de mudanças e limpezas que estão ocorrendo em nosso planeta, individual e coletivamente. São processos que remexem nossos interiores, que remexem uma terra que fazia muito tempo que não era remexida. Isso nos causa desconforto, ansiedade, angústia, estresse. Mas devemos buscar trabalhar com esses sentimentos, apenas permitindo que eles fluam. Quanto mais, meus amados, vocês reprimirem ou fugirem destes sentimentos que fluem, mais vocês os bloqueiam e, assim, mais difícil o processo se torna.

Busquem o contato com a natureza, pisando com os pés descalços na terra nua, pois assim conseguirão se energizar com a energia telúrica da Grande Mãe que provê equilíbrio e vitalidade. Busquem praticarem exercícios físicos, pois isso libera as cargas negativas em excesso e promove a soltura energética do corpo energético. Uma alimentação saudável, com bastante água e terapias holísticas podem auxiliar e muito no processo de equilíbrio interno, à medida que muitas limpezas ocorrem.

Não quero lhes dizer que tudo o que lhes acontece é motivo de limpezas energéticas, queridos. Não quero dizer que aquela ansiedade que você sentiu hoje ou aquela tristeza de ontem era, necessariamente, uma limpeza energética por conta das Energias de Aquário que vem para movimentar. Muitas coisas ainda são influências de energias negativas externas e ainda de criações mentais negativas nossas, que precisamos trabalhar e nos proteger. Mas, sim, limpezas ocorrem e estamos agora, mais do que nunca, dando de cara com negatividades inconscientes do nosso Eu que antes não tínhamos conhecimento. A melhor forma de encarar e transformar tudo isso? Fluxo!

O fluxo é a capacidade de fluir em meio a tudo isso como um observador que observa uma peça de teatro se desenrolando. Apenas observe, como Consciência, tudo que acontece. Deixe que os processos aconteçam. Uma das poderosas formas de entrar no fluxo é, inclusive, a alegria! Busque fazer aquilo que lhe traz alegria, pois isso lhe movimenta em expansão energética e lhe promove estabilidade. O caminho espiritual, meus amados, não é um caminho de abstinência, nem de isolamento do mundo, nem de sacrifício! Não, não! É o contrário: É um caminho de se tornar mais humano, mais humanizado, com valores e moral.

A Era de Aquário está aí, promovendo os despertares e os intensos processos de metamorfose humana, de uma consciência baseada na energia do medo para uma consciência de Amor! Demos graças! Quanta beleza há nisso! Os processos podem ser intensos, pois temos de despojarmo-nos das velhas máscaras, sustentadas pelas velhas energias de medo, ódio e separatividade. Sair da zona de conforto é necessário! Mas, se seguirmos nosso coração, nossa Alma, nossa bússola interna, tudo dará certo!

Muitas bênçãos, Consciências!
Namastê!

TEXTO: CRISTIAN DAMBRÓS


segunda-feira, 3 de julho de 2017

A PAZ DE ESPÍRITO É SIMPLESMENTE SER

Namastê, Consciências!

Vamos falar sobre Paz?

Muitos por aí reclamam que não possuem paz. Buscam-na em retiros, em igrejas, em templos, em sessões de yoga, em terapias holísticas e, percebem que essa paz que conseguem é temporária. Isso cria certa dependência, se vocês perceberem. "Ah, eu preciso novamente ir para aquele retiro, lá eu terei paz. O problema é que custa caro a vaga para participar do mesmo." Vejam que, é uma paz ilusória. É uma paz "comprada".

O conceito de Paz também deve ser mudado. Para a maioria, Paz é apenas um sentimento de calma e passividade. Para alguns, Paz é sinônimo de não ter guerras. Para alguns ainda, Paz pode ser apenas a plenitude de estar com tudo ao seu redor bem. Mas, queridos, percebam que, existe uma grande diferença entre essa paz mundana, baseada no externo, e a Paz de Espírito. A Paz, entendida como um sentimento apenas, você a adquire em meios externos. Mas, e a Paz que brota do Espírito? A Paz que vem da Alma? A Paz que é duradoura? Como consegui-la, afinal?

Vemos em nosso mundo uma imagem de estresse, nervosismo e ódio em nossa humanidade. Tudo isso se deve ao fato de que as pessoas buscam, incessantemente, a paz fora delas. E, quanto mais descobrem que não são capazes de adquiri-la, mais e mais as pessoas se tornam infelizes. O que vou lhe dizer agora, sobre a Paz de Espírito, que é a Paz duradoura, é quase que uma quebra de paradigmas: A Paz de Espírito é simplesmente Ser.

O que significa dizer que a Paz de Espírito é simplesmente Ser? É exatamente isso: Ser o que você é. Se você está no caminho espiritual e está buscando a paz interior, mas você somente a tem durante estados meditativos, então você não descobriu a Paz de Espírito. Se você medita, sente-se totalmente em paz mas, ao sair de casa para ir ao seu emprego, sente-se totalmente revoltado com a vida, com as pessoas e com o ambiente ao seu redor, então você não conheceu a Paz de Espírito.

A Paz duradoura, essa que vem do Espírito, é a Paz que você conhece quando você simplesmente deixa a mente existir. Veja, quanto mais você tenta controlar a mente, limitar a corrente de pensamentos, criar pensamentos positivos e burlar os sentimentos negativos, mais você perde a Paz, porque você está se esforçando para isso e, a Paz é algo que surge quando não há esforço algum. Quando você deixa a mente simplesmente pensar, o quanto ela quiser; quando você se desapega da mente, dos pensamentos e dos sentimentos e deixa ela simplesmente se expressar, do jeito que ela bem entender, então você se afasta da mente. Quando você se afasta da mente, você percebe que você não é sua mente, mas você é uma força que está além da mente. A mente não te possui, você é independente da mente. Nesse estado de consciência, de desapego mental, a Paz duradoura começa a brotar.

Isso acontece, pois, você já não busca mais controlar os pensamentos, nem tenta fazer algo com a mente, pois você sabe que a Paz não está na mente, mas está no seu Ser. A Paz é simplesmente o fato de não estar enredado nas teias da mente. Vou dar um exemplo de como essa Paz de Espírito atua:

Você sai para ir ao seu emprego. Você se depara na rua com um trânsito banal. Chega atrasado no trabalho, leva bronca do seu chefe. Seus colegas estão numa competitividade enorme tentando rebaixá-lo. Seu amigo de trabalho deixa para você fazer inúmeras coisas que eram atividades dele. Você começa a sentir-se extremamente estressado, com raiva, ao ponto de poder gritar ali dentro. Se você estiver apegado a mente, ou seja, apegado aos sentimentos que ali estão, você tomará dois caminhos: Ou você tentará controlar tudo isso, como quem reprime os sentimentos, colocando tudo "para dentro" e, mais tarde, isso resultará em doenças; ou você, por estar identificado com os sentimentos, entra em ebulição e coloca toda sua raiva pra fora, agredindo aos demais ao seu redor. Agora, se você não estiver apegado a mente, como alguém que se encontra além da mente, como alguém que se encontra em total contato com o Ser, você não vai dar atenção para esses sentimentos. Eles serão como um córrego que vem e passa; que flui e vai embora. Você apenas observa tudo ao seu redor sem apego, compreendendo que, o trânsito que você enfrentou foi apenas uma projeção de uma sociedade baseada na pressa e que foi também um meio de exercitar a paciência. Você compreende que a briga que teve com seu chefe foi apenas uma projeção de cobrança e de separação, baseadas no medo, vindo da parte dele. Você compreende, inclusive, que a competitividade dos seus colegas é uma projeção mental dos mesmos, que acreditam que devem ser melhores uns dos que os outros, baseados também no medo do ego. Já, você, que está totalmente desapegado da mente, apenas está ali, experienciando tudo o que a vida lhe traz. Você simplesmente está em paz, permitindo que situações estressantes ocorram; permitindo que os sentimentos mais conflitante surjam em você e depois vão embora; permitindo-se Ser. Sem apegos, sem cobranças.

E, perceba novamente que, nessa Paz de Espírito, que vem do desapego da mente, você está em contato com o seu coração. Então, fica muito mais fácil ouvir sua intuição e a voz da sua Alma quando você está desapegado da mente. A mente é sugestiva, conflitante. Quando você está na mente, torna-se difícil acessar sua intuição. Mas, quando você está no Ser, você consegue captar a voz intuitiva e então, nesse exemplo citado acima, você pode até "ouvir seu Ser" lhe dizer: "Hey, esse trabalho não é o trabalho certo para você. Mude de emprego logo!"

Por isso, amados, exercitem o desapego mental. Estejam em meditação a cada passo que derem nos seus dia a dias. Não limitem a Paz somente ao momento de meditação ou somente às sessões de yoga. Estejam em Paz sempre. Sejam a Paz. Cultivem o desapego dos pensamentos e sentimentos. Sejam apenas o Ser que vocês são. Construam suas felicidades baseadas em suas Almas!

Bênçãos de Luz!
Namastê!

TEXTO: CRISTIAN DAMBRÓS