-->

sábado, 12 de agosto de 2017

O UNIVERSO RESPONDE À SUA FREQUÊNCIA ENERGÉTICA


Salve, meus queridos leitores!

Mais uma vez nos encontramos aqui, em texto e em vibração, não é mesmo? Gostaria que vocês soubessem que quando leem estes textos, vocês, de algum modo, estão se conectando multidimensionalmente de forma positiva a mim e a todos os outros que leem esse texto que agora escrevo.

E, justamente dessa vez, vou escrever-lhes sobre a sintonia espiritual ou frequência energética. Ah, a tão chamada reciprocidade ou, então, aquela velha frase de quando não gostamos de alguém: "O meu santo não bateu com o santo dessa pessoa". O pobre do "santo" é a sua frequência energética.

Tudo no Universo é frequência. Sua mente é uma emissora de frequências energéticas e seus pensamentos/sentimentos são a qualidade dessas frequências. Toda a frequência que é emitida pela mente, ecoa por todo o Universo e ele, por sua vez, devolve essas frequências à você ou à sua vida em outras formas: situações, pessoas, momentos, encontros, movimentações, etc.. Portanto, Consciências, tudo o que vocês vibram, cedo ou tarde, retorna a vocês de forma materializada.

Isso acontece com tudo em sua vida. A sintonia espiritual que você tem é, simplesmente, a frequência vibratória que você assume. Se você deseja atrair pessoas positivas, honestas, legais, brincalhonas, divertidas, alegres, espiritualizadas, etc... para sua vida, então eu lhes pergunto: É isso que vocês estão emitindo? De nada adianta, caros leitores, vocês desejarem que somente situações boas chegam a vocês, se continuam vibrando as frequências do ódio, do rancor, da raiva, da mágoa, da ingratidão.

Mas, vejam bem! Eu não estou lhes falando que essas frequências chamadas "negativas" são ruins. Prestem bem atenção, queridos: AS FREQUÊNCIAS DO ÓDIO, DA RAIVA, DO MEDO, DA INGRATIDÃO, ETC.. NÃO SÃO FREQUÊNCIAS RUINS! Isso porque essas frequências mais densas fazem parte do nosso caminho, ou seja, elas existem e não podemos negá-las. Não se pode evitar o ódio, nem a raiva, nem o medo, porque são frequências humanas. Elas constituem a dualidade na qual nós, seres humanos, estamos. Quero lhes dizer que essas frequências não devem ser evitadas ou reprimidas, pois esse não é o caminho. Mas elas devem ser aceitadas e apenas trabalhadas com a aceitação. Se você tentar evitar que sinta raiva, toda a vez que você senti-la, você se sentirá culpado por isso e, então, você não só entra na frequência da raiva, mas também da culpa que, cedo ou tarde, leva à tristeza. Portanto, quando vocês aceitam essas frequências elas se tornam leves e, com o poder da intenção, vocês podem se movimentar para outras frequências mais elevadas. É isso que a aceitação lhes promove, queridos! Um "upgrade" à frequências mais elevadas.

O objetivo desse texto é falar-lhes que tudo o que chega até vocês não é coincidência, nem sorte, nem castigo, nem pecado e, eu até me arrisco a dizer: nem mesmo karma! Tudo o que chega até vocês são apenas respostas de frequências que vocês emitiram por longos períodos. Saibam, então, meus amados irmãos(as), à estabelecerem conexões com as frequências que desejam materializar em suas vidas. Se vocês acham que suas vidas estão muito tediosas, por exemplo, passem a praticarem a alegria, o movimento! Saiam para conhecerem lugares novos; se arrisquem a fazerem novas amizades; trabalhem com o que gostam; pintem, dancem, contem piadas, riam, se divirtam! Assim, nesse exemplo do tédio, vocês saem dessa frequência e entram na frequência da alegria. A partir daí, por esse movimento, vocês passam a atrair mais situações de alegria para suas vidas. É tudo questão de vibração. É tudo questão de sintonia!

Novamente ressalto: obviamente que não podemos evitar que, uma hora ou outra, nos encontremos em frequências mais baixas como as de tristeza, raiva e essas coisas, porque elas compõe a sinfonia da vida humana. Mas podemos saber lidar com elas, através da aceitação, da compreensão e da intenção de movermo-nos para frequências melhores. Quanto mais você tentar evitar a tristeza, mais ela cresce e, portanto, mais tristeza você atrai. Já, quando você aceita a tristeza, a integra, a aceita e deixa-a ir embora, você consegue navegar por essas frequências com mais facilidade.

A vida é um fluxo de frequências energéticas. Saiba navegar entre as frequências que você não deseja e a fazer turismos nas frequências que você deseja!

Pratiquem a gratidão por tudo e vocês verão um movimento incrível de transformação sobre suas vidas.

Bênçãos!
Namastê!

Texto: Cristian Dambrós


3 comentários: